quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Voz

Ouço a tua voz
Que preenche os meus ouvidos
Que invade o meu cérebro
E purifica a minha mente

Ouço-a uma e outra vez
Horas a fio
Sem me fartar

Tua voz suave
Ritmada
Harmoniosa
Dá-me paz

Não penses que não te amo por não te falar
Basta-me ouvir-te
Falar, sempre
Horas a fio
Sem me fartar

Conta-me
Conta-me tudo
Só não pares de falar
Só não cales tua voz

Tenho sede de palavras
Mata-me a sede com a tua voz
Segreda-me frases de amor ao ouvido
Sibila, qual serpente bendita
Sussurra letras sem sentido
Quando não tens mais assunto

Só não pares de falar
Só não cales tua voz.



Autora: Cristina Maria Maias Oliveira
Respeite os direitos de autor / se copiar divulgue a autoria.

6 comentários:

  1. Ela nunca me cansa pois é melodia pra minha vida...
    bjs

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade! Q melhor melodia senão a voz de quem amamos?

      Eliminar
  2. LIndo poema Cristina, o amor, sempre o amor esse sentimento belo e sincero.

    Obrigadoooooo pela força e pelo comentário no meu pequenino blogue.

    Bj!

    ResponderEliminar